sexta-feira, outubro 03, 2014

Recomendações de doramas

Já nem me lembro a última vez que escrevi aqui no blog. Realmente estes últimos tempos tem sido difícil ter um pouco de tempo para actualizar o blog, mas nem por isso deixei de ver cinema asiático e nem tão pouco entretenimento vindo daqueles lados. Hoje quero falar sobre as séries asiáticas (os famosos doramas) quero fazer uma lista de recomendações para aqueles que nunca viram um dorama ou nem sabe do que se trata. Depois de 3 anos, acho que já assisti o bastante para fazer uma lista de recomendações que considero os melhores entre cada género. Para os que nunca viram um dorama, aconselho a darem uma chance, certamente irão se surpreender com a qualidade de algumas destas obras. Posso dizer que há para todos os gostos e feitios: dramas, suspenses, romances, comédia, melodramas, acção, thriller, comédia romântica e por ai vai....

Entre cada género vou tentar recomendar 3 doramas, que considero os melhores, pode até ser que não me tenha agradado, mas que eu reconheço o seu valor. Para começar, vou falar sobre o género mais popular não só na Ásia como aqui no ocidente, a comédia romântica. De vez em quando eu também gosto de uma boa comédia romântica para me fazer rir ou simplesmente para passar o tempo, mas devo confessar que não é dos meus géneros preferidos. Devo também dizer que a maioria dos dramas que aqui vou indicar são coreanos, isto porque são os que mais vejo, apesar que os Jdramas (os do Japão) são melhores em relação a diversidade e originalidade. Outro factor que devem ter em conta ao falar em doramas é que é difícil diferenciar a que categoria cada um pertence. Raramente um dorama é apenas e exclusivamente a um género especifico.  Quando falamos em doramas, podemos encontrar uma variedades de opções: comédia romântica com drama, drama com suspense, fantasia com romance, e por aí adiante.

Comédia Romântica

Deste género certamente vão ouvir falar das irmãs Hong, estas duas são as mais famosas quando se trata de comédias românticas. Eu particularmente adoro os seus doramas, pois apesar de levarem todos os clichés possíveis, os seus doramas sempre tem algo que os diferenciam das restantes comédias românticas, e conseguem de uma forma ou de outra nos conquistar. Uma coisa que detesto nas CR, principalmente os coreanos, é que as vezes este género vem acompanho com drama, que ao meu ver é muito desnecessário.

Full House 
Vou começar por falar de "Full house", este foi um dos primeiros doramas que vi e amei de paixão esta estória maluca de dois desconhecidos que casam e passam a viver juntos. O casal teve uma química incrível e conseguiu manter o clima leve e divertido que o dorama pedia. Sabem aquela sensação de ter borboletas no estômago cada vez que aparece o casal principal? Pois é, passei praticamente o tempo todo com um sorriso nos lábios, além de rir das cenas hilárias das brigas entre os dois. Nunca vi um casal a brigar tanto como eles, só o Tom e Jerry conseguem ser pior. 




The Greatest Love
Outro dorama que não podia deixar de estar aqui presente, é o "The Greatest Love" das irmãs hong. O que mais gostei neste drama, é que era super engraçado e tinha um dos melhores personagens já visto, Dokko Jin. Mesmo se não gostares de comédia romântica, recomendo a vê-lo pelo Dokko Jin, um dos melhores e mais engraçados personagens em doramas. Nunca ri tanto com uma personagem como foi com Dokko Jin, ele era engraçado mas de uma forma estranha e o riso dele era sensacional ahahaha ding dong, só o riso dele já nos fazia gargalhar que nem idiotas. Foi a primeira vez que vi uma declaração de amor parecer mais uma intimação de que outra coisa kkkkkkkkk. Nunca pensei que o actor Cha Seung Won fosse tão bom em comédias, pois antes de "The Greatest love" só o tinha visto em séries e filmes de acção, e fiquei impressionada com o lado cómico dele.


The Master Sun
Por último indico outro dorama das irmãs Hong, "The Master Sun". Confesso que fiquei dividida entre "The master sun" e "My delightful girl choon hyang", dois doramas da mesma autora, mas fico com "The master sun" pois além de ter feito um enorme sucesso teve uma das melhores ost de sempre. "The Master sun", combinou dois géneros que pra mim era muito difícil de se trabalhar, terror com comédia romântica. Já tinha visto esta mescla resultar no fabuloso filme "Chilling romance" mas fiquei com bastantes reservas se teria o mesmo resultado numa série. Acabei por adorar "The Master sun", além de ser divertido, deu-me sustos em várias cenas. Não se trata propriamente de terror, mas antes uma comédia romântica com fantasmas pelo meio kkkkk, o dorama conta a relação entre uma mulher que vê fantasmas (as vezes é possuída pelos mesmos) e um director que tenta descobrir a verdade sobre a ex namorada morta.



Thriller/Suspense/Acção

O meu género preferido sempre será suspense/acção, o que posso dizer? Gosto quando uma série me deixa a beira de ataque de ansiedade, aquela sensação de passar o dia todo a pensar sobre o assunto e a inventar mil e umas possibilidades a tentar adivinhar o que vem a seguir. Em relação a este género a Coreia do sul  e o Japão se destacam, apesar de não haver tantas séries deste género como eu queria. Tudo o que vi deste género foi no mínimo óptimo mas vou tentar fazer recomendações de apenas 3 doramas que devem figurar na lista de qualquer amante deste género.

God's gift 14 days
God's gifst 14 days não é só o melhor deste género como é também a melhor série que tive o prazer de assistir. A série teve elogios da critica por apresentar uma trama original, cheia de reviravoltas, suspense e teve um dos melhores argumentos já escrito. God's gift 14 days conta a estória de uma mãe que tem 14 dias para salvar a filha de ser assassinada. Mas a trama não é tão simples assim, pois à medida que somos apresentados a novos factos, torna-se cada vez mais difícil de identificar o/s suspeito/s. Praticamente todas as personagens estão envolvidas no rapto da criança, e a nossa ansiedade para saber quem é o assassino e o motivo do mesmo quase que nos devora. Por outro lado esta série apresenta-nos a premissa de o quão longe uma mãe consegue ir para salvar a filha. Tudo em relação a este dorama foi sensacional, eu não mudava nem uma virgula desta estória apesar de muita gente ter reclamado do final, mas para mim fez todo o sentido e explicou o salto na linha de tempo que houve. O argumento, as cenas de lutas, as músicas, as actuações, a direcção, TUDO foi magnifico de inicio ao fim. Sabes aquela série que de inicio, nada faz sentido (cada episódio acrescentava mais e mais perguntas) mas no fim, tudo teve uma razão de ser o que foi? E o mais interessante é que sabíamos tanto quanto os personagens, além de sermos meros espectadores, também somos envolvidos na investigação e passamos o tempo todo a tentar resolver o mistério. 


Cruel City
O segundo drama da lista é Cruel city/Heartless city. Já falei aqui neste blog, que o considero o melhor drama do ano de 2013. Cruel city fala sobre o mundo de tráfico de drogas, mais precisamente sobre traficantes, policias e os infiltrados que existem em ambos os lados. Para quem já viu Infernal Affairs ou o remake Americano Departed, a premissa pode parecer um pouco familiar, porém tenho que dizer que a estória de Cruel city é bastante diferente dos filmes que acabei de mencionar, mas nem por isso deixa de estar à altura dos mesmos. Outro factor positivo da série foram as cenas de luta, realmente essas cenas foram de tirar o fôlego. Uma coisa que os asiáticos diferenciam dos ocidentais é que raramente eles recorrem ao uso de armas de fogo. Como um amigo meu costuma dizer, asiático que é asiático usa, faca, manchado, pau, espada, tudo à modo antiga.


Ghost
Ghost foi um drama diferente dos que eu estava habituado a ver, já que aborda um tema pouco explorado na TV, o crime cibernético. Além de aprender muito sobre crimes cibernéticos, de como eles são perpetuados e como é extremamente difícil para os policias combatê-lo, pude também ficar a par das consequências graves, para não dizer catastrófica, que este tipo de crime pode trazer. Um dos aspectos que ghost se destaca além do seu argumento é também a banda sonora. As famosas OST (original soundtrack) aqui fizeram grande diferença para aumentar ainda mais o clima de mistério e suspense da série. Nunca pensei que ficaria alguma vez da minha, tão viciada em tudo que envolvesse, hakers, bugs, evidências digitais,  ahahah devorei os 20 episódios em três dias. Adoro quando o vilão é tão ou mais inteligente que o heroi da estória.



Drama

Outro género que faz bastante sucesso são os dramas. No vou falar dos melodramas, mas sim dramas, estórias tristes mas que trazem consigo uma lição de vida, um motivo para nos fazer sorrir ou dar-nos razão para viver. Em relação a dramas devo confessar que não há ninguém como os japoneses para nos fazer emocionar,  O primeiro desta lista é o belíssimo "Um litro de lágrimas". 

Um litro de lágrimas
Um litro de lágrimas apesar de ser bastante triste e baseada numa história verídica, é uma estória com várias lições de vida. Somos constantemente confrontados a nos questionar sobre o valor da vida. Às vezes devemos estar agradecidos pelo simples facto de acordar, andar, falar, coisas banais, mas que pode-se tonar, uma batalha constante. Um litro de lágrimas é um drama familiar que conta a estória de uma rapariga de 15 anos que descobre que tem uma doença incurável chamada de degeneração espinocerebral, semelhante ao famoso ELA (esclerose lateral amiotrófica). Este drama foi um dos mais tristes que já vi, praticamente chorei em todos os episódios, foi difícil vê-la perder pouco a pouco as suas capacidades, as coisas que ela amava fazer. A Aya é um exemplo para muitas pessoas, a superação e a sua força de vontade em viver, realmente fez-me pensar sobre a minha vida, o quanto nos desperdiçamos da vida. 

“As I think about the past, the tears will come out. Reality is too cruel, too brutal. I don’t even have the right to dream. As I think about the future, the tears will come out again.”'– Aya


49 days 
O segunda desta lista 49 days, também nos tráz as mesmas lições de vida de "Um litro de lágrimas", mas de uma forma diferente, já que a estória é também diferente. Este drama conta a estória da Ji Hyun que após a "morte", a sua alma tem 49 dias para encontrar 3 pessoas, que possam chorar lágrimas puras por ela, pois só assim ela pode voltar ao corpo (que se encontra em coma) e assim viver novamente. Porém estas três pessoas não podem ter laços sanguíneos com a Ji Hyun e as lágrimas devem ser 100% puras, pois como o anjo da morte lhe explica, existem diferentes tipos de lágrimas. À medida que a Ji Hyun tenta encontrar estas três lágrimas puras, ela descobre que a vida dela não era tão idílica e a tarefa de encontrar as 3 lágrima é bem mais difícil do que pensava.
Bem, a principal mensagem que esta série nos tráz é que as lembranças e o amor são os únicos bens que deixamos nesta vida. Ser importante para alguém que fica, tem muito mais valor do que qualquer bem material. Acho que foi o segundo dorama que mais chorei na minha vida, a estória é triste e emocionante mas bonita ao mesmo tempo, vale a pena conferir. Outro ponto positivo do drama é que tem a melhor OST de sempre, cada vez que tocava alguma música já eu estava de "baba e ranho". 


Thank you
Thank you é outra estória para nos fazer emocionar de inicio ao fim. Gratidão, perdão, preconceito, amor, família, amizade, demência, são estes assuntos que a série aborda, mas de uma forma tão bela e emocionante que nos é incapaz de ficar indiferente.  Este drama é sobre um médico que tenta cumprir o último desejo da namorada: Pedir perdão à mãe e à criança, que a namorada infectou com o vírus HIV. É difícil falar sobre este assunto ainda mais quando a vitima é uma criança, pois uma criança não tem capacidade para saber lidar com o preconceito das pessoas, a criança tudo nela é belo, puro, inocente. Mas apesar da estória ser triste ela é também uma lição de vida, ri, chorei, emocionei, são tantos sentimentos que esta série nos desperta que tornou-se um dos meus preferidos.


Comédia

Saindo do género drama para um género mais alegre, vamos agora falar sobre comédia. Um dos meus géneros preferido, principalmente nos dias depressivos. Normalmente este género nunca vem só, está normalmente associado às comédias romântica ou drama. Porém dos que eu vou falar aqui, são três doa dramas que mais me fizerem rir, e estão mais para comédia do que para qualquer outros géneros.

Reply me 1997 e Reply me 1994
O primeiro desta lista são os famosos Reply me,"Reply me 1997 e Reply me 1994". Para quem nunca viu estes dois dramas recomendo a começarem a ver o reply me 1997, pois apesar da data, este foi o primeiro a ser emitido, e no reply me 1994 há participações de alguns actores do reply me 1997, então se não querem ter spoiler, recomendo a começar por este.
Reply me centra-se sobre os anos 90s. Acho que para qualquer pessoa que teve a infância nesta época, esta série será especial, pois a nostalgia é tanto que sentimos a necessidade de viver tudo novamente. Eu não trocaria a minha infância do antiquado anos 90s, para a época de hoje, por nada deste mundo. Esta série nos transporta novamente para aquela época de penteados e roupas estranhos, mas gravada na nossa memória como sendo uma das melhores épocas da nossa vida. 
A série é super engraçado para não dizer hiláriiiiio, tem cenas engraçadas, fofas, tristes, e sempre com aquele sentimento de nostalgia e saudade. Saudade de jogar game boy, power rangers no nintendo, de adorar ídolos como Backstreet boys, de assistir filmes em cassetes, ouvir música em disckman, ou gravar video em VHS. 
Nâo sei se é só rumor, mas saiu notícia que a Fox comprou direitos autorais para fazer um remake americano, com título Answer me 1999, por um lado fico feliz mas por outro fico com receio de estragarem o encanto desta série..

"Eu sinto falta daquele tempo, do meu querido anos 90 que não voltará mais"


Seigi no mikata
Seigi n Mikata é uma comédia japonesa sobre a relação de duas irmãs. Makiko é inteligente, bonita mas com um péssimo caracter que é desconhecido por todos excepto pela sua irmã mais nova, a Youko. Youko sonha em se livrar da sua irmã, mas o único jeito da sua irmã sair de casa é casando-se. Porém sabendo que a sua irmã é um verdadeiro demónio, é quase impossível que ela consiga arranjar um marido. A série foi baseada num manga, não cheguei a ler o manga, mas adorei esta série pois é super engraçado, sem contar das ost que tornava as cenas ainda mais engraçada.
Ri muito como as maldades da Makiko acabava sempre trazendo benefícios para os outros, e ela ficava como a heroína da história kkkkk. As caras e bocas da Youko eram geniais shshshsh, coitada tive pena dela em várias cenas. A Makiko era egoísta, má, esperta, comilona, autoritária, mas também tinha o lado bom, era corajosa, trabalhadora e muito mas muito determinada, quando ela focava num objectivo, fazia de tudo para alcançá-lo, mesmo que para isso ela tenha de usar a sua irmã Youko.


Melodramas

Saindo de um do meus géneros preferidos para um dos meus menos apreciados, vamos agora falar dos famosos melodramas. A Coreia do sul é conhecida por seus melodramas, acho que 5 em cada 10 doramas são melodramas. Eu normalmente não aprecio muito o género, pois estória de amor com muita choradeira não faz meu tipo. Gosto de melodramas em filmes mas em doramas, torna-se um pouco cansativo de acompanhar.

Secret
O amor facilmente pode-se tornar em ódio, mas será que ódio pode tornar-se em amor? Esta é a premissa de secret. Secret é sobre um homem que perde a namorada num acidente de carro, e procura se vingar da autora do crime, a Yoo Jung. Yoo Jung por sua vez é uma mulher capaz de tudo para proteger o homem que ama, mesmo assumindo culpa por um crime que não cometeu. O elemento de vingança sempre torna os melodramas mais interessante na minha opinião, e adorei como o tema vingança é aqui implantado. Acho que nunca vi uma personagem a sofrer tanto como a Yoo Jung, confesso que irritei muitas vezes do seu total altruísmo, em pôr os outros sempre à frente de si mesmo e não recebendo nada em troca, apenas traição. Fui um turbilhão de emoções que esta série me trouxe, chorei, praguejei, irrite e fiquei com vontade de entrar na tela e matar certas personagens.



Queen Of Ambition
Outro melodrama e o menos conhecido ao público é o excelente Queen of ambition. Vingança e ambição são dois dos temas retratados neste dorama sensacional, com uma estória interessante, viciante  e com actuações incríveis. Este dorama é sobre a ambição de uma mulher, o que ela faz para chegar ao topo. Este drama tem uma das melhores vilãs de sempre, passei a série toda a desejar o mal da Joo Da Rae, não que ela morresse, mas que pagasse. em dobro. por tudo o que fez. Tenho que elogiar a actuação da actriz Soo Ae, pois nunca senti tantos sentimentos contraditórios por uma mesma personagem, ao mesmo tempo que ela me fez ter ódio, ela também me fez ter pena em vários momentos. Mas eu dava pulos de alegria quando as coisas não lhe corriam bem, ahahahah adorava vê-la aflita, seus olhos saltavam faiscas de tanto raiva.


Winter Sonata
O terceiro desta lista é o famosissímo winter sonata. Apesar de não ter me agradado particularmente, tenho que reconhecer sua importância no mundo hallyu, e até entendo o porquê do seu sucesso todo. De entre os três mencionados é o mais que se adequa propriamente ao género melodrama. Winter sonata fez parte de um conjunto de quatro doramas (Autunm in my heart, Winter sonata, Summer scent e Spring waltz) intituladas de Endless Love, cada uma dedicada a uma estação do ano. Este dorama foi responsável pela febre hallyu (onda coreana) que se alastrou pela Ásia toda, tornando a Coreia do sul famosa pelos seus doramas e destino turístico privilegiado entre os asiáticos, fizeram até uma estátua dos actores principais. O Japão foi um dos muitos países que o drama fez enorme sucesso, fez tanto sucesso que na visita do actor Bae Yong Joon, havia 3 mil pessoas à espera dele no aeroporto. O sucesso valeu-lhe uma adaptação em uma série de animes e várias peças musicais. O enredo do dorama está cheio de intrigas, segredos e dramas principalmente, se gostares de uma estória de amor com choro, acho que este drama é perfeito para ti. Confesso que irritei com tanta choradeira dos personagens, a estória é triste sim, mas acho que não valia o oceano de choro que houve nesta série. 


Épicos

É um dos géneros que mais estou em falta, apesar de tudo o que vi deste género, foi no mínimo excelente. Não é que eu não goste de estórias envolvendo epóca passada, reis e reinados, mas sempre por qualquer razão desconhecida acabo sempre por os deletar na hora de escolha. Os épicos além de serem uma óptima oportunidade de conhecermos um pouco da história destes países do outro lado do mundo, nos presenteia também com tramas recheados de traições, guerra, conquistas e muitas vezes fantasias.

The moon that embraces the sun
O primeiro épico desta lista será o fabuloso The moon that embraces the sun. Acho que nunca fiquei tão encantada com uma estória de romance como foi neste dorama, ri, emocionei, tive ódio e chorei praticamente em todos os episódios. Foi um dos doramas mais perfeitos que já tive o prazer de assistir. The moon that embraces the sun, começa com uma profecia: antigamente havia 2 sóis e 2 luas, fazia muito calor de dia e frio à noite. Para os homens poderem sobreviver na terra, ele têm que destruir um sol e uma lua.
Esta trama conta a estória de amor de um rei e uma xamã, que são separados aquando criança, porém por obra do destino eles voltam-se a reencontrar. O dorama tem romance, traições, guerra, politica, fantasia, comédia, foi uma mescla de géneros que não podia ter dado mais certo. O roteiro, a fotografia, a direcção, produção, as actuações, tudo foi impecável de inicio ao fim. 


The princess man
The princess man conta a estória de rivalidades entre duas famílias. Há assim bastantes mentiras, traições e promessas de vingança ao longo da trama. A palavra intenso define este drama, em todo os episódios deixou-me aflita e com nervos a flôr da pele. O único ponto negativo neste drama na minha opinião, foi o final meio decepcionante. Uma série que começou com um banho de sangue e promessas de vingança, não achei que tivesse um fim como a que teve, no mínimo estava a espera de um fim trágico por ambas as partes. Porém avaliando no seu todo, o dorama foi bastante positivo. 




Músical
Agora vou falar de um outro género que adoro, musical, como tinha dito antes, há para todos os gostos e feitios, desde as músicas clássicas aos modernos, como pop ou baladas. Ao contrário dos ocidentais, onde as cenas musicais aparecem do nada, aqui as cenas estão sempre associados à estória, nunca vamos ver as personagens a catarem, tocarem ou dançarem do nada, o que para mim faz muita confusão quando estava a ver glee ou smash. Outra diferença é que os dramas pessoais de cada personagem tem grande foco, assim as músicas não serão a única razão de estarmos a acompanhar a série, como toda a estória em si. 

Dream high
Dream high é um dos meus preferidos, pois além de ser um musical ele fala sobre perseguir os sonhos, não importa se tens talento ou não, pois os sonhos não são exclusivos para pessoas com talento, o vencedor não é aquele que sonha mas aquele que tem a força de vontade de perseguir os mesmo e nunca desistir. Dream high é sobre seis estudantes que frequentam uma escola de artes, a Kirin High school e competem uns com os outros a ser o melhor artista tanto na dança, como no canto. Adorei todas as personagens e torci praticamente por todos, mas infelizmente sabia que apenas um sairia vencedor, o ídolo numero um. 


Nodame contabile
Seria até crime falar do género musical e não fazer referência ao Nodame contabile. Todo e qualquer amante de música é obrigado assistir este dorama. Esta série realmente fez-me amar a música clássica além de me fazer apaixonar por piano e violino. Nodame contabile tem comédia, drama, amizade, sonho, desafios, tudo isso acompanhado de músicas clássicas. Apaixonei pelos personagens e ainda mais pela estória, contudo confesso que, para quem não estiver habituado ao humor característicos dos animes, pode não gostar das cenas cómicas do dorama, pois tudo apela para o exagero, porém nada que tira o encanto da série. Nodame Contabile é baseado num anime e manga com o mesmo nome e conta a estória de Nodame que sonha em ser professora de piano e nutre uma paixão incontrolável pelo talentoso e perfeccionista chiaki que sonha ser condutor. O sucesso da série fez-lhe valer um remake Coreano de título tomorrow contabile, que vai estrear ainda este ano. 

Médicos
É o género que menos assisto e não sei bem a razão. Acho que deste género só assisti dois, Brain e o Doctor stranger, o último foi uma decepção que nem vale a pena mencionar, já Brain achei que foi uma das melhores obras envolvendo médico que já assisti. 

Brain 
Acho que nenhum drama médico foi tão interessante ao ponto de eu passar madrugada toda vendo, como foi no caso de Brain. O que mais gostei desta série é que apesar da trama girar praticamente em torno de uma só personagem, em nenhum momento a série ficou monótono ou cansativo. Acho que isso deveu-se a excelente interpretação do actor Shin Ha kyun, a personagem foi tão intenso e complexo que não consigo ver nenhum outro actor, além do Shin Ha, a dar vida ao egocêntrico, prepotente e ambicioso Lee kang Hoo. A personagem tinha enormes defeitos e cheguei a odiá-lo em vários momentos, mas mesmo assim, ele nos conquista de tal forma que passamos a série toda a torcer por ele. Para quem conhece os trabalhos do actor Shin Ha kyun, nos filmes "Sympathy for Mr Vengeance" e "Save the green planet", sabe que ele nunca nos decepciona. Em Brain ele volta novamente a nos surpreender com esta personagem tão complexo e difícil, sem mencionar que ele ganhou o mais importante prémio da tv Coreana, o Daesang.



O início do vício 

Termino esta resenha a contar como conheci este universo dos doramas e como este vicio começou. Um dia à procura de recomendações de filmes asiáticos, dei comigo a ler a resenha sobre o dorama Padam Padam e resolvi dar uma chance, pois tinha no elenco um dos meus actores favoritos, o Jung Woo Sung que eu conhecia em filmes como "A moment to remember" e "Daisy". Baixei um episódio por mera curiosidade e já no final a única coisa que eu pensava é porque raio não baixei também o segundo episódio. Gostei tanto, foi algo diferente de tudo que eu estava habituado a ver. Como a maior parte dos ocidentais eu sempre assistia séries oriundas dos EUA/Inglaterra e foi uma surpresa ao deparar-me com Padam Padam que apesar de ser diferente dos padrões que eu estava acostumado, eu simplesmente amei tudo. Uma das grandes diferenças a ver uma série asiática é que mais tarde ou mais cedo, vais acabar por emocionar. Que eu me lembre nunca chorei ao assistir uma série americana, por mais triste que seja a cena, mas com os doramas a palavra choro é tão corriqueira que é difícil encontrar algum dorama que não vai te fazer emocionar. Os asiáticos apelam muito pelo lado emotivo das pessoas, e acho que é uma das razões do sucesso que os doramas tem sobre o público, principalmente o feminino. 

Padam Padam.... the sound of his and her heartbeats

Padam Padam conta a estória de um homem que passa 16 anos preso por um crime que não cometeu. e quando é libertado, ele descobre que está doente e tem pouco tempo de vida. A estória é triste mas ao mesmo tempo bonita, tem drama familiar, mistérios, fantasia, magia, humor, romance e vingança, uma mistura de género que somente os asiáticos conseguem fazer funcionar. Acho que foi a melhor actuação de Jung Woo Sung da sua carreira. Ele me fez emocionar de tal forma que achei que seria impossível depois do belíssimo "A moment to remember". Apesar do tom triste do dorama, terminei de vê-lo com um sorriso no rosto, pois o humor sempre acompanhava esta personagem. Sabe aquela pessoa que por pior que seja sua vida ele tem sempre um sorriso na cara? Foi assim com esta personagem, ele tinha idade de um adulto mas a inocência e pureza de uma criança.


Se gostarem destes títulos não deixem de conferir também: I hear your voice, Bridal Mask, Capital scandal, Autunm Concerto, Can you hear my heart, Liar game, Mr brain, 9 Times Time Travel, Brilliant legacy, My name is Kim sam sum, Mother e muitos outros. 

3 comentários :

Miguel disse...

entretive-me a ler as excelentes sugestões que aqui nos dás e dei por mim a pensar que tambem tenho descurado o blog, mas principalmente o cinema ou doramas asiáticos. o ultimo que vi - bastante bom também - foi o filme Ghost, baseado no famoso filme com Patrick Swayze e Demi Moore. bateu saudade e vou apanhar o embalo. obrigado.

Maryssol disse...

Há muito tempo que queria fazer um top de cada género, mas só agora tive esta oportunidade, se bem que acabei por esquecer alguns dramas que valem a pena estar nesta lista. Os doramas têm ganhado popularidade e algumas produtoras, deste lado, já demonstraram interesse em adquirir algumas destas estórias contados do outro lado do atlântico. Fico feliz por uma lado ao mesmo tempo que fico com receio, pois acho muito difícil encontrar actores ocidentais que conseguem emocionar o público como os asiáticos.

Saia da idéia disse...

Assisti Cheese in the Trap, é muito bom e totalmente diferente das outras novelas.